FACTFULLNESS


Factfullness. Este livro, que 'ouvi', chamou-me ignorante e eu ainda agradeci.

Com perguntas simples e factuais, mostra como a maioria de nós está enganado acerca do mundo. Assenta na simples ideia de que há coisas no mundo que estão mal mas que muitas estão efectivamente melhores. E que mudança, ainda que lenta, ainda é mudança. E prova-o.

O autor explora uma série de instintos que nos são naturais e que contribuem para esta visão enviesada do mundo. Para os combater, sugere uma série de estratégias, como por exemplo que analisemos os eventos noticiados num contexto, não isolados, de modo a perceber o seu verdadeiro peso. Que falemos com pessoas com ideias contrárias às nossas, como uma forma de as testar e de encontrar falhas nas mesmas. Que aceitemos que esta soberba que nos caracteriza a nós, ocidentais, está fora de data, embora ainda vivamos nessa fábula. Que deixemos que os nossos erros despertem em nós curiosidade e não embaraço.

O autor propõe uma forma de pensar crítica, lógica, em que controlamos os instintos que nos são naturais e que toldam o nosso raciocínio. Em que temos a humildade de aceitar que o nosso conhecimento é limitado e somos capazes de dizer 'não sei'. E o quão relaxante é essa sensação de não termos de opinar sobre tudo!

HIGHLIGHT

RECENT POSTS

ARCHIVE

TAGS

FOLLOW US

  • Pinterest - cinza Círculo
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - cinza Círculo

©2018 por martapelomundo.