ESCUTA ATIVA


Hoje, num cliente de consultoria, tive a 1ª reunião com um dos colaboradores a apoiar. Em boa parte da conversa, só fiz perguntas, para ouvi-lo, conhece-lo. Já no fim, pediu-me ajuda. E consegui dá-la. Ao escuta-lo, fui interpretando os seus desafios e, acima de tudo, o que o motiva, e fazer a ponte com o seu trabalho. Esse detalhe mudou tudo. E ele saiu com um sorriso. E motivado para experimentar fazer diferente. Nem sempre corre tão bem, nem sempre o click acontece de forma tão clara. Mas até há algum tempo eu não sabia sequer escutar. Falava (de)mais, tinha muitas conversas em que um “atropela” o outro, ou já vai com a sua "verdade" e não está disponível para ouvir os argumentos do outro lado. Aprendi esta "arte" de ouvir de forma plena. E treino-a todos os dias. Admito que muitas vezes, em modo automático, esqueço-me de a pôr em prática, e continuo a falar pelos cotovelos... Mas hoje este é dos meus principais instrumentos de trabalho, de vida. E é incrível o alcance desta ferramenta tão simples. Não saber ouvir foi uma fraqueza que identifiquei em mim, que me prejudicou pessoal e profissionalmente, e que quis mudar. E essa é uma das incríveis aptidões do Ser Humano: se quisermos mesmo mudar, mudamos. E desse lado, caro leitor, o que é que já mudou em si?

HIGHLIGHT

RECENT POSTS

ARCHIVE

TAGS

FOLLOW US

  • Pinterest - cinza Círculo
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - cinza Círculo

©2018 por martapelomundo.