8 SNACKS SEM AÇÚCAR REFINADO PARA OS MAIS GULOSOS

July 12, 2018

Era uma viciada em doces. Sim, era. Decidi que isso tinha de mudar. E mudou. Entre várias outras decisões mais ou menos radicais, há cerca de ano e meio deixei de comer açúcar refinado ou de cana. Não porque tenha entrado em dieta, mas simplesmente porque queria testar-me e provar que conseguia mudar uma coisa tão enraizada em mim. Quanto às dietas, resolvi mais ou menos na mesma altura que, face à alimentação que levava, já suficientemente equilibrada, ao exercício físico que pratico e à minha paixão pela comida, esse termo teria que deixar de fazer parte do meu vocabulário.

 

Quando deixei de comer açucares refinados, o que aconteceu de forma bem menos dolorosa do que eu poderia alguma vez imaginar, descobri o admirável mundo dos açucares… alternativos.

Para além deste maravilhoso novo mundo doce, passei também a consumir apenas cereais em versão integral (arroz, farinha…) e, idealmente, comprados a granel.

 

Mas não vos vou falar de comida do bem ou saudável, porque entendo não ter conhecimento suficiente para o fazer, e a informação que leio online é tão contraditória que eu prefiro não emitir opiniões com base no que o Mr. Google e o Mr. Yahoo apregoam. Vou, no entanto, classificar o tipo de dieta em que estas sugestões podem encaixar.

 

Estes snacks que sugiro são presença assídua no meu frigorifico, e feitos maioritariamente e na medida do possível, com ingredientes biológicos e comprados a granel:

 

1. TRUFAS DE SÃO VALENTIM

Durante meses a fio nunca corria o risco de esgotar estas trufas, cuja receita é da autoria da Joana Limão- Depois fartei-me e agora voltei a repor o stock.

Gosto de as ter congeladas, aguentam um tempão, dão trabalho uma vez, mas rendem muito e depois é só “pick&go”. Gosto de as deixar descongelar uns 5 a 10 minutos antes de as comer, já que me sabem melhor do que à temperatura ambiente.

O ingrediente chave é beterraba crua. mas não se nota MESMO, vão ter de acreditar! Aqui vai a receita:

RECHEIO:

  • 100g de Beterraba biológica ralada

  • 100g Amêndoa Crua

  • 100g Tâmaras Medjool

  • 2 C. Sopa Cacau Cru

COBERTURA

  • ¼ Chávena de óleo de Coco

  • 2 C. Sopa Cacau

  • + Cacau para cobrir

    1. Triture os quatro 1os ingredientes

    2. Deixe no frigorifico por 30m

    3. Faça bolinhas com as mãos

    4. Derreta o óleo de coco com o cacau

    5. Em dois pratos fundos, coloque 1 com a mistura da cobertura e outro com o cacau adicional

    6. Passe as trufas pelo cacau, depois pela mistura da cobertura e depois novamente pelo cacau

APROVADO PELAS PEQUENINAS: pela mini M

DESPERDÍCIO: Nenhum

Vegan, Paleo, Keto, ingredientes naturalmente sem glúten.

 

 

2. MAÇA COM CANELA E MANTEIGA DE AMENDOIM OU AMÊNDOA

 

Este lanche é simples, bom e bonito. Corta uma maça em gomos, salpica com canela a valer (da do Ceilão, não Cássia) e com manteiga de amendoim ou amêndoa (para este caso prefiro a primeira). Et voilá!

 

APROVADO PELAS PEQUENINAS: pela mini M

DESPERDÍCIO: Nenhum

Vegan, Paleo (se usar Manteiga de Amêndoa), Keto, ingredientes naturalmente sem glúten.

 

 

3. NICE CREAM

 

 

Digo às minhas filhas que este é o único gelado que elas podem comer sempre que quiserem. E leva …1… ingrediente.

Quando as bananas atingirem aquele estado em que estão tão moles/maduras que já não dão para comer, corte-as em rodelas e congele-as. E para fazer este nice cream só tem de descongela-as 5 a 10 minutos antes, coloca-as na picadora e em segundos elas ficam com uma consistência cremosa, como um gelado. E já está.

Claro está que pode ser inventivo e misturar umas tantas coisas: Manteiga de amendoim, leite de coco, CRUamelo, iogurte, pepitas de chocolate, mirtilos, o que a sua imaginação ditar!

 

APROVADO PELAS PEQUENINAS: Simmmmm!

DESPERDÍCIO: Nenhum

Vegan, Paleo, Keto, ingredientes naturalmente sem glúten.

 

4. PÃO DE BANANA

 

Já testei várias receitas desta blogger, Ambitious kitchen, e nunca falham! Este bolo, que tem como base bananas maduras, tem a vantagem adicional de ser aprovado pela mini F, a minha filha mais velha, que duma forma geral não acha grande piada aos meus doces alternativos.

Na receita que faço em casa não coloco pepitas de chocolate (que constam da receita original).

  • 3 Bananas maduras esmagadas

  • 2 Ovos

  • ½ Chávena de Manteiga de Amêndoa

  • ½ Chávena de Farinha de Coco (também já experimentei com Farinha de Trigo Integral e resulta)

  • ½ C. Chá de Canela

  • 1 C. Chá de Fermento

  • 1 C. Chá de Bicarbonato de Sódio

  • 1 Pitada de Sal

  • ¼ Chávena de Pepitas de Chocolate Negro (opcional)

    1. Misture os primeiros 4 ingredientes

    2. Adicione farinha de Coco, Canela, fermento, bicarbonato de sódio e sal

    3. Envolva as pepitas de chocolate

    4. Leve ao forno pré aquecido por 40m a 170º

APROVADO PELAS PEQUENINAS: Sim

DESPERDÍCIO: Nenhum

Vegetariano, Paleo.

 

5. PUDIM DE CHIA

 

Por duas vezes na minha vida vivi em Macau. E lembro-me de nos restaurantes “muito” chineses comer uma sopa doce, algo gelatinosa, com umas bolinhas brancas cujo sabor me ficou na memória.

Neste pudim de chia reencontrei essa textura algo viciante (embora tenha ideia do ingrediente original desta sopa tratar-se de tapioca e não chia), um doce não muito doce, que é mais uma espécie de iogurte que de sobremesa, e por sinal bem refrescante. Ainda por cima, é fácil de fazer.

Esta receita pode ser vegan ou vegetariana, conforme a sua escolha do leite, e pode adicionar o que quiser. Sugiro mirtilos (já que estamos na altura deles), morangos ou manga e uns frutos secos tostados!

  • 1/2 Chávena de Leite de Coco (de lata)

  • 1 a 1 1/2 Chávena de Leite à escolha (eu prefiro o de amêndoas) (adicione mais depois da mistura ter ido ao frigorífico)

  • 1 Pitada de sementes de baunilha

  • 4 C. Sopa de Xarope de Acer ou Agave (eu prefiro sempre o primeiro, mas é mesmo uma questão de gosto pessoal)

    1. Coloque todos os ingredientes numa liquidificadora ou simplesmente agite-os bem dentro dum frasco

    2. Leve a mistura ao frigorifico durante 4 horas ou, idealmente, durante a noite

    3. Salpique toppings à sua escolha

APROVADO PELAS PEQUENINAS: Pela mini F…

DESPERDÍCIO: Nenhum

Vegan, Paleo, Keto, ingredientes naturalmente sem glúten.

 

6. PANQUECAS DE AVEIA E BANANA

Estas panquecas são mesmo simples e práticas, e são o verdadeiro snack!

  • 2 Ovos (ou 1 ovo e 2 claras);

  • 1 Banana pequena;

  • 2 C. Sopa de aveia.

    1. Coloca tudo no copo da varinha mágica e tritura

    2. Unte uma frigideira e, quando estiver quente, coloca umas colheres de massa.

    3. Quando está dourada, vira-a com cuidado.

    4. Sirva com mel, banana e canela.

APROVADO PELAS PEQUENINAS: Ainda não…

DESPERDÍCIO: Nenhum

Vegetariano.

 

7. PANQUECAS MARAVILHOSAS (PORQUE LEVAM MANTEIGA)

 

Há um sítio no Porto chamado Creperia Bombarda, na Rua de Gondarém, na Foz do Douro, que tem os melhores crepes que já comi na minha vida. E não, não estou a exagerar! Então o de caramelo é de comer e chorar por mais! Mas como eu agora não como açúcar, também já não como estes crepes…

E por isso estas panquecas feitas em casa, com farinha integral e açúcar de coco, e TAMBÉM com manteiga, são para mim uma perdição. Mas pode facilmente transforma-las em vegan se substituir este ingrediente cheio de culpa por óleo de coco….

  • 120g Farinha Integral

  • 50g Manteiga ou manteiga vegetal biológica

  • 50g Açúcar de Coco

  • 200g Leite à sua escolha

  • 2 Ovos

  • 1 C. Chá fermento

    1. Processe todos os ingredientes num liquidificador até que a mistura esteja homogénea.

    2. Aqueça uma frigideira anti-aderente (se necessário, unte com um pouco de óleo de coco).

    3. Quando estiver quente, coloque uma porção de massa (1/2 concha de sopa) e deixe cozer até ficar com aparência mais dourada

    4. Vire a panqueca e deixe cozinhar do outro lado, até começar a soltar-se da frigideira.

 

APROVADO PELAS PEQUENINAS: sim

DESPERDÍCIO: papel da embalagem da manteiga (por esta razão compro apenas Primor)

Vegetarianas e simplesmente saborosas…

 

8. FUDGE DE ALFARROBA

Chamo snack a este fudge da autoria da Unconventional Baker porque, à semelhança do que acontece com as trufas, gosto de o ter congelado e tirar um pedacinho quando me dá aquela vontade do tipo “apetece-me algo” e não vou comer um Ferrero Roché (será que esta piada é muito seca e datada no tempo….? É só a minha geração que a vai perceber…?)

Passemos à receita…

  • 6 C. Sopa de Caju

  • 2 C. Sopa de Xarope de Acer

  • 2 C. Sopa de Farinha de Alfarroba

  • 1 C. Chá de extracto de baunilha

  • ¼ C. Chá de sal

    • Processe todos os ingredientes num processador de alimentos até que a mistura esteja uniforme

    • Coloque-a numa forma de 12cm de diâmetro (ou num tupperware forrado com papel vegetal de tamanho idêntico). Pressione a mistura para baixo com a base de uma colher o mais uniformemente possível. Cubra com outro pedaço de papel vegetal. e pressione para baixo com um objeto de fundo chato (como o fundo de um copo de medição, etc.) para compactá-lo ainda mais

    • Congele por 4-5 horas ou durante a noite. Retire da forma, corte em pedaços, decore com alfarroba adicional (use uma peneira pequena para espalhar o “pó”), desfrute ou volte a congelar já cortada para pequenos momentos doces 😉.

APROVADAS PELAS PEQUENINAS: sim

DESPERDÍCIO: papel vegetal

Vegan, Paleo, Keto, ingredientes naturalmente sem glúten.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

HIGHLIGHT

A VIDA MAIS LEVE, EM 10 ACTOS

17/09/2019

1/7
Please reload

RECENT POSTS

30/08/2019

30/05/2019

21/03/2019

12/03/2019

26/02/2019

24/02/2019

02/01/2019

Please reload

ARCHIVE