DICA 16 – COMA (MUITO) MENOS CARNE, (OU NÃO COMA DE TODO)


Antes de mais, não sou vegetariana. Mas como cada vez menos carne (principalmente vermelha), e a razão principal prende-se com o impacto ambiental da sua produção.

Aqui estão os factos*:

“A carne vermelha exige 28 vezes mais terra para produzir do que carne de porco ou frango, 11 vezes mais água e resulta em cinco vezes mais emissões de aquecimento climático.”

“Quando comparado a cultivos como batatas, trigo e arroz, o impacto da carne por caloria é ainda mais extremo, exigindo 160 vezes mais terra e produzindo 11 vezes mais gases de efeito estufa”

“A agricultura é um motor importante do aquecimento global e causa 15% de todas as emissões, metade da qual é proveniente de gado. Além disso, as enormes quantidades de grãos e água necessárias para criar gado são uma preocupação para os especialistas preocupados com a alimentação de mais 2 bilhões de pessoas até 2050.”

Poderia continuar a relatar aqui os argumentos que justificam esta sugestão como absolutamente pertinente, mas creio que os dados acima sejam, para já, suficientemente claros.

E são factos, não opiniões.

E às vezes pergunto-me, perante tamanhas evidências, porque não deixo de comer carne de vez…

*Fonte: https://www.theguardian.com/environment/2014/jul/21/giving-up-beef-reduce-carbon-footprint-more-than-cars

HIGHLIGHT

RECENT POSTS

ARCHIVE

TAGS

FOLLOW US

  • Pinterest - cinza Círculo
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - cinza Círculo

©2018 por martapelomundo.